Parte I | O Cavaleiro sem Magia

Passaram-se muito tempo, desde que resolvemos por em prática a busca Magiliter. Minha mãe reorganizou todos os buscadores para esse fim. Fui nomeada regente interina, enquanto Kenia fazia parte das buscas — Claro que para uma Nobilus Cruor, fazia minha mãe olhar de forma torta para com a minha escolha — O que mais eu poderia fazer? — Era a filha mais nova de três irmãs, Morana era a mais velha e já estava aprendendo como ser uma Imperatriz. Jazena era a do meio e sabia muito bem o papel de uma Nobilus Cruor. De novo, o que mais eu poderia fazer? — Escolhi abdicar do meu nome e do meu sangue. Tornar-me uma Regente é pensar em todos a nossa volta, não mais apenas em um nome ou um título. Claro, eu era interina, mas com um pé em poder me tornar uma regente da magia.

Dois Papas e uma Interpretação

Voltando a programação do Oscar 2020. Hoje falo do filme Dois Papas, dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles (Cidade de Deus, 2002). E assim como nos artigos anteriores, não farei uma crítica e sim sobre seus atores. Ambos consagrados e ainda mais por parte de Anthony Hopkins que é um dos grandes atores que temos no mundo.

A Madura Interpretação de Adam Driver

Num longínquo ano em alguma premiação do Oscar, já fui obcecado pela categoria de Melhor Ator — Atriz, ator ou atriz coadjuvante — Pois eu sou formado nessa profissão, logo é logico que o Diego do passado levaria em consideração essa categoria. Algo que veio mudando com o passar dos tempos e que em muitos casos a ideia do “ser que interpreta” acaba por não tornar-se o ponto principal em determinada obra.

Um Palhaço e Um Parasita

Hoje em 2020 estou tentando novamente maratonar o número máximo de filmes que posso para voltar a acompanhar novamente a cerimonia, com a diferença de que não irei gravar um novo podcast. Primeiro porque há sim um problema do programa ficar datado, por mais que exista ali uma “crítica” a esses filmes, ainda assim ele foi criado como uma especie de aposta para os vencedores.

O Feedback como crítica construtiva | #BGS2019 #AquiSeJoga

Existe uma linha muito tênue entre a organização e a capacidade de algo assim não dar certo. E a estande da Sony PlayStation na BGS há dois anos mais ou menos vem caindo no conceito em comparação a concorrência. Em 2018 eles implementaram o aplicativo Experience que daria acesso a programação do estande do Mundo Azul ao redor do mundo e onde agendar hora para jogar demos ou assistir apresentações entre outras coisas. Isso na teoria é uma boa ideia, ainda mais quando aberto ao público, ajuda em sua organização — Em teoria! — Pois mesmo para a Imprensa, é imprescindível o uso do app.

Resident Evil: Project Resistance | A Revolução da Série

Quem nunca quis ser o mal da fita? — Em quase todos os jogos, você é um herói, no caso dos Avengers, ou no pior dos casos, um anti herói, como o Kratos de God of War… Mas é se você quiser ser o vilão? — Pois bem, a sua chance chegou, pois testamos o novo Resident Evil: Project Resistance. A primeira vista, parece um remake do Resident Evil Outbreak, mas é muito mais que isso; Ao modelo do novo jogo Friday the 13th, que foi lançado em 2017, você pode escolher jogar com os mocinhos ou com o vilão.

Criticando a Crítica | Riverdale um Guilty Pleasure de Produção

Porque eu parei de analisar/criticar filmes, séries etc?! — Existe uma coisa chamada pageview que é aquilo que a maioria dos sites e blogs de hoje correm atrás de conseguir — Fiz muito isso no passado quando escreva para o extinto Humanoides. E seu dono um tanto quanto prepotente. Pois é, digamos que além de escrever para as massas, ter um chefe ou um “sócio” um tanto as avessas não é o melhor para esse tipo de trabalho.

TOP 10 | Os Melhores Games Narrativos e Contextuais

Resolvi trazer aqui para o blog os melhores games que joguei até agora. Levei em consideração épocas de minha vida que esses foram importantes. Coloquei nota e os coloquei em ordem regressiva, talvez muitos podem não concordar — E até quero que não concordem — Mas hpa logica nessas posições, logo o porque será explicado a cada game. Então, lendo vocês irão entender.

O Universo Retrô-Futurista do Steampunk

Em épocas no qual estamos próximos do lançamento de Cyberpunk 2077, pouco se fala do estilo a vapor aos moldes da era vitoriana do SteamPunk. Um subgênero da literatura de Ficção Cientifica que trás a premissa de um universo Retrô-Futurista do próprio Século XIX. Em que maquinas movidas a vapor (Steam!) são o futuro de uma nação. Um estilo que até hoje é usado em muitos jogos, Graphic Novels etc.

A Velha Baronesa

Quando criança Filipe ia direto ao antigo palacete que outrora fora a residencia de sua família. Uma residencia antiga que abrigou o antigo monarca que ergueu sua casa. O Rei Hernan foi quem liderou os exércitos contra os Simicae na guerra que hoje é intitulada “Os Últimos Dias da Magia” naquela que foi a batalha mais sangrenta; “A Batalha da Planície Desolada” que muitos foram mortos em prol de um futuro de paz.